20/07/2018 às 08h53min - Atualizada em 20/07/2018 às 08h53min

Após perder filha em acidente na piscina, mãe faz alerta sobre afogamento

MdeMulher

Divulgação
A dor de perder um filho é algo que nenhum pai quer vivenciar e, infelizmente, foi o que aconteceu com o esquiador alpino Bode Miller e a sua mulher, Morgan Beck, jogadora de vôlei, no dia 10 de junho. Pais de um casal e esperando mais um bebê, eles ficaram devastados com o falecimento da pequena Emmy, de 19 meses. A garotinha se afogou na piscina de casa de um vizinho, nos Estados Unidos, e, mesmo sendo levada para o hospital, acabou não resistindo.

Nas redes sociais, os cuidadores compartilharam mensagens agradecendo o apoio e ressaltaram que jamais se esquecerão da luz de Emmy. Já na última terça-feira, 17, a mãe postou uma foto da pequena para fazer um alerta sobre esse grave acidente. “O afogamento é a causa número um da morte de crianças entre 1 e 4 anos. Nós falamos sobre vacinas, cadeirinhas de carros, alimentos orgânicos, tempo de tela, mas não do risco número um que as nossas crianças correm”, afirmou na publicação.

Morgan revelou que o seu maior objetivo é conscientizar os pais, para que eles não passem pela mesma experiência dolorosa que ela e o marido estão enfrentando. Ela até citou um relato publicado no site Scary Mommy feito por outra mãe, Nicole Hughes, que perdeu o filho em um afogamento e criou uma organização sem fins lucrativos – chamada de “Legado de Levi” – para tentar diminuir a incidência desse acidente na infância.

“A dura realidade é que a morte de Levi repousa sobre mim. Essas são as palavras mais difíceis que eu já tive que admitir, mas a verdade é que eu falhei com o meu filho e não consegui mantê-lo seguro. Sim, esse acidente aconteceu em instantes. Mas o fato é que eu vou ter que viver o resto da minha vida [sabendo] que perder Levi era algo evitável. Não estou tentando empurrar a culpa para os meus ombros, mas, com certeza, eu gostaria de ter conhecido essas estatísticas antes”, escreveu Nicole.

Confira, abaixo, os depoimentos compartilhados por Morgan Miller, que perdeu a filha de 19 meses:

Já faz 37 dias que eu segurei minha pequena menina. Eu rezo pedindo para Deus que nenhum outro pai sinta essa dor. Meu coração está com você, @nicolehughes8, enquanto caminhamos juntas nessa jornada. E obrigada ao @scarymommy por nos ajudar a espalhar essa consciência. POR FAVOR, LEIA! O link está na biografia! Afogamento é a causa NÚMERO UM da morte de crianças entre 1 e 4 anos. Nós falamos sobre vacinas, cadeirinhas de carros, alimentos orgânicos, tempo de tela, mas não do risco número um que as nossas crianças correm… Uma morte silenciosa. Leva SEGUNDOS. Por favor, compartilhe e nos ajude a espalhar essa consciência. É o primeiro passo para evitar esses tipos de tragédias.

Nós queremos agradecer aos nossos amigos, família e cada um que enviou mensagem com uma oração ou que ofereceu uma doação – nos sentimos verdadeiramente tocados e abençoados. Nossas parteiras iniciariam uma campanha de financiamento para arrecadar fundos e pretendemos doar esse valor para causas relacionadas com a educação sobre a segurança hídrica. Estamos inspiradas em fazer com que a memória das nossas filhas ajudem a prevenir o maior número possível de afogamentos. Vamos postar mais informações em breve sobre nossos planos e esforços.

Nós estamos mais do que devastados. Nossa menininha, Emmy, faleceu ontem. Nunca, nem um milhão de anos, pensamos que sentiríamos uma dor como essa. O seu amor, a sua luz, o seu espírito nunca serão esquecidos. Nossa filhinha amava a vida e a vivia plenamente todos os dias. Nossa família pede, respeitosamente, privacidade durante esse doloroso período.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »