01/04/2021 às 07h55min - Atualizada em 01/04/2021 às 07h55min

Forte sistema de alta pressão vai dominar ventos no Sul do Brasil nos próximos dias

ND Online
Divulgação
Os meteorologistas ficaram atentos nesta semana para um ciclone atípico na região Sul do país. O movimento retrógrado que esta baixa pressão fez, voltando do mar em direção ao continente é típico de furacões.

Fenômeno como esse foi registrado há 17 anos, com a passagem do Furacão Catarina, que matou 11 pessoas. A informação foi repassada pelo site Climatempo na última terça-feira (30), porém descartada.

Em contato com a Defesa Civil de Santa Catarina nesta manhã de quinta-feira (1º), ciclone como esse é normal nesta época do ano na região Sul do Brasil. Em decorrência desse fenômeno pode provocar agitação marítima com ondas que podem chegar a 3 metros.

“Pedimos que a população fique atenta as redes sociais da Defesa Civil de Santa Catarina na qual emitimos alertas a todo momento, inclusive via SMS”, comenta o assessor de imprensa da Defesa Civil.

Para receber mensagens de texto, as pessoas podem solicitar os alertas enviando um SMS para o número 40199 e acrescentar o CEP da residência.

Furacão Catarina
O Furacão Catarina se formou a partir de um ciclone extratropical e ganhou força justamente por causa das águas quentes da época entre o fim do verão e o início do outono. Esse fenômeno foi registrado em 24 de março de 2004.

Na época, o furacão foi classificado na categoria 2, que indica velocidade variando de 154 km/h a 177 km/h. Na Escala Saffir-Simpson, os furacões mais fortes são os de categoria 5, nos quais os ventos chegam a mais de 252 km/h.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp