05/11/2019 às 15h34min - Atualizada em 05/11/2019 às 15h34min

Com 14 casos confirmados, Joinville tem surto de sarampo

ND Online
Divulgação
Com 14 casos confirmados, a prefeitura confirmou que Joinville, no Norte do Estado está com um surto de sarampo. O número de infectados com a doença duplicou em relação ao último dado divulgado pela Secretaria de Saúde, quando o número de infectados eram sete.



Vacina sarampo – Foto: Divulgação/ND

Além disso, segundo a prefeitura, cerca de 200 casos estão sob suspeita da doença. Por conta disso, a Secretaria Municipal da Saúde vai fazer mutirões de vacinação nas Unidades Básicas de Saúde durante a semana.


De acordo com o gerente de Vigilância em Saúde, Henrique Deckmann, toda a população acima de seis meses de idade e com menos de 49 anos deve procurar uma UBS para verificar a situação vacinal e, se necessário, ser imunizado contra o sarampo.

“Quem ainda não foi vacinado deve procurar uma Unidade Básica de Saúde. Se a pessoa não tiver certeza, deve tomar a vacina para garantir a imunização”, alerta Deckmann.

Vacina é única forma de prevenção
De acordo com o médico infectologista Marcelo Mulazani a vacinação é a única forma de prevenir a doença. Segundo ele, caso esteja com a carteira de vacinação completa, a pessoa não precisa tomar a vacina novamente.

“Mesmo assim, é importante procurar as unidades de saúde e confirmar se há a necessidade da vacina”, explica.

Após a vacina, o organismo ainda demora 15 dias para garantir a ativação imunológica contra a doença. Além disso, caso a pessoa já tenha adquirido o sarampo alguma vez na vida ela não corre o risco de contrair de novo.

Santa Catarina tem 59 casos confirmados de sarampo
A vacinação é recomendada para crianças a partir de seis meses. Por isso, para proteger os bebês com faixa etária menor, é importante que os pais estejam com a vacina em dia.

“Nesses casos, também é importante evitar que as crianças sejam levadas para locais aglomerados, já que o risco de transmissão da doença é maior em ambientes fechados e com grande número de pessoas”, destacou.

Mulazani ainda explica que nos casos de suspeita do sarampo, para evitar contaminação, a pessoa deve permanecer isolada socialmente. Além disso, ela não deve ser vacinada durante o período de tratamento da doença.

“A vacina pode atrapalhar a avaliação e o tratamento, através dos efeitos colaterais como aumento na febre e na vermelhidão no corpo. Então a recomendação é que se você estiver com a suspeita, não se vacine”, explica.

Em SC, 59 casos da doença já foram confirmados
Em Santa Catarina, 59 casos de sarampo já foram confirmados segundo o último relatório da Dive/SC. Entre as cidades com o maior número de casos está Florianópolis com 23 infectados, seguida de Joinville (8) e Palhoça (5). No Estado, a doença já é considerada um surto ativo, já que ainda estão surgindo novos casos.

A faixa etária com o maior número de casos é entre 20 e 29 anos. O grupo corresponde a 45% do total de catarinenses que contraíram a doença.

De acordo com a Dive, as infecções ocorreram por meio de importação, residência, deslocamento e/ou possível contato com casos confirmados. No entanto, segundo a diretoria, em 30% dos casos confirmados a fonte não foi identificada.

No dia 18 de novembro acontece a segunda etapa da campanha nacional de vacinação. O público-alvo é formado por jovens adultos não vacinados na faixa etária de 20 a 29 anos. Em Santa Catarina, a estimativa é de que cerca de 550 mil pessoas sejam vacinadas.

Até o mês de outubro, 99,56% das crianças até um ano de idade foram vacinadas contra o sarampo. Em relação a cobertura vacinal dos adultos, a Dive não possui os dados.

O que é o sarampo?
É uma doença viral, extremamente contagiosa. O vírus se espalha facilmente pelo ar através da respiração, tosse ou espirros e pode ficar até duas horas no ambiente.

Uma pessoa com sarampo pode transmitir a doença para uma média de 12 a 18 pessoas que nunca foram expostas ao vírus anteriormente ou que não tenham se vacinado. A única forma de se prevenir é com a vacinação.

Os principais sintomas do sarampo são: febre, tosse, coriza, aparecimento de manchas vermelhas no corpo e olhos avermelhados.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp