22/08/2019 às 13h56min - Atualizada em 22/08/2019 às 13h56min

Bolsonaro diz não ter prova, mas acusa ONGs por queimadas: "Maior suspeita"

UOL
Divulgação
O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer hoje (22) que as ONGS (Organizações Não Governamentais) são suspeitas de causarem as queimadas na floresta Amazônica, mas admitiu não ter como provar. Segundo ele, todos são suspeitos, porém as organizações seriam "as maiores". 

Em conversa com jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada em Brasília, quando questionado quem seria suspeito de provocar os incêndios ele disse que poderia "ser fazendeiro também, todo mundo é suspeito. Mas a maior suspeita vem de ONGs".

"Quer que eu culpe os índios? Quer que eu culpe os marcianos? É, no meu entender, um indício fortíssimo que é esse pessoal de ONG que perdeu a teta deles, é simples". Ao ser questionado sobre ter provas, ele respondeu: "Não se tem prova disso. Ninguém escreve isso 'eu vou queimar lá'". Ele disse que não acusou as organizações ontem, quando insinuou que elas poderiam estar por trás das queimadas, mas que apenas as colocou como suspeitas. 

Segundo ele, foi irresponsabilidade da imprensa dizer que ele as acusou. Após indicar que as ONGs são as maiores suspeitas pelas queimadas, Bolsonaro disse ainda ser vítima de perseguição das entidades. "A Amazônia é maior do que a Europa, como que você vai combater incêndio criminoso nessa área? Você tem que pegar o cara em flagrante, fora isso não vai pegar quem tá tacando fogo lá. As ONGs perderam dinheiro que vinha da Noruega e da Alemanha, estão desempregados, tem que fazer o quê? Tentar me derrubar", disse.

Ontem, Bolsonaro disse que as ONGs poderiam estar por trás dessas queimadas devido à retirada de dinheiro às organizações. "Nós tiramos dinheiro de ONGs, repasses de fora, 40% ia para ONGs, não tem mais. De modo que esse pessoal está sentindo a falta de dinheiro". As entidades reagiram, dizendo que o presidente "culpa quem denuncia os problemas".

O presidente explicou como alguém poderia ter colocado fogo na floresta citando imagens compartilhadas pelas pessoas nas redes sociais, mas não especifica qual: "Em uma das imagens de uma pessoa de carro, está queimando a rodovia do lado todinha, o fogo exatamente da mesma altura. Dá pra reparar? O fogo da mesma altura. Um quilômetro. Típico de queimada feita como? O cara com bicicleta ou motocicleta, uma vara, uma câmara queimando pingando aquilo na beira da pista".

De acordo com ele, a imprensa está fazendo campanha contra o Brasil ao sugerir que seu governo estaria por trás das queimadas: "Não estou defendendo queimada. Nem dizendo que sempre houve e sempre haverá, não é isso. Infelizmente acontece isso ao longo da vida da Amazônia. Agora, me acusa de capitão Nero, colocando fogo lá é uma irresponsabilidade. Fazendo campanha contra o Brasil". O país registra um aumento de 70% no número de focos de incêndio este ano, sendo mais da metade na região amazônica. É o maior índice desde 2013. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp