19/08/2019 às 14h49min - Atualizada em 19/08/2019 às 14h49min

Governo reduz carga tributária para indústria de games no Brasil

ND Online
Divulgação
O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto para redução da carga tributária sobre vídeo games, acessórios e consoles em todo o Brasil.

De acordo com o secretário de Economia Criativa do Ministério da Cidadania, Luiz Eduardo Rezende, a medida é benéfica para consumidores e desenvolvedores de games de diversas plataformas.

A boa notícia para empresas desenvolvedoras de videogames e jogadores virtuais foi divulgada na última quinta-feira (15).

Ainda de acordo com o secretário, dados do Censo de Games, realizado em 2018 pela secretaria de Economia Criativa, aponta uma expansão considerável da indústria no Brasil. Segundo ele, a diminuição da taxa tributária irá contribuir para o fomento de empresas e facilitará a aquisição de jogos pelo público.

Conheça o Opera GX, o primeiro navegador com foco em games
Em nota, a Abragames (Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Digitais) classificou como positiva a medida, podendo impulsionar o consumo de games no Brasil.

Segundo a Secretaria Especial da Cultura, em 2018, o Brasil faturou aproximadamente 1,5 bilhão de dólares com jogos virtuais, ocupando a 13ª posição no ranking mundial de países com maior faturamento nesse setor.

Apesar disso, a entidade estima que apenas 1% do faturamento do mercado de jogos virtuais seja proveniente de produções brasileiras, conforme análise no mesmo período.

Ainda de acordo com a secretaria, o Ministério da Cidadania já investiu, desde 2009, mais de R$ 23 milhões por meio de editais da Ancine (Agência Nacional do Cinema) e das secretarias do Audiovisual e de Economia Criativa.

Para fomentar a indústria no Brasil, a Secretaria Especial da Cultura oferece, de forma gratuita, cursos on-line para empreendedores na área de games. Eles estão disponíveis no site cultura.gov.br

A redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializado), busca aumentar a competitividade da indústria nacional e facilitar o acesso dos produtos aos consumidores.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp