19/03/2019 às 10h14min - Atualizada em 19/03/2019 às 10h14min

Brasil entra na briga para sediar a Copa do Mundo feminina em 2023

IG
Divulgação
O Brasil foi um dos dez países que expressaram interesse em sediar a Copa do Mundo feminina da Fifa em 2023 - lembrando que a edição deste ano de 2019 será na França, a partir de junho. Além do País, também estão interessados em receber a competição outros três sul-americanos (Argentina, Bolívia e Colômbia).

As Coreias do Sul e do Norte informaram à Fifa que pretendem concorrer à Copa do Mundo feminina com uma candidatura conjunta. Além dos dois países vizinhos, Japão, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul também formalizaram interesse em sediar o evento.

Segundo a Fifa , esse é o maior número de países a indicar interesse em sediar uma competição entre mulgeres desde a primeira edição do evento, em 1991.

"A Fifa implementará um processo justo e transparente, que incluirá um modelo claro de avaliação e um compromisso concreto com sustentabilidade e direitos humanos. Todos os livros de apostas serão publicados na íntegra no FIFA.com em outubro de 2019", disse a entidade máxima do futebol.

As confederações nacionais terão agora que registrar suas candidaturas até 16 de abril deste ano, sendo que o anúncio do país-sede deve ser feito em março do ano que vem. Entre os possíveis candidatos, nenhum ainda sediou uma Copa do Mundo feminina. 
De todos os países candidatos ao torneio feminino, cinco deles já sediaram a Copa do Mundo masculina:  Brasil (duas vezes), Argentina, Coreia do Sul, Japão e África do Sul.

De 1991 para cá, Suécia (1995), Estados Unidos (1999), Estados Unidos (2003) novamente, China (2007), Alemanha (2011) e Canadá (2015) foram os países que já receberam um Mundial feminino. 

A próxima edição da Copa do Mundo feminina  será realizada de 7 de junho a 7 de julho deste ano, na França. O Brasil está no grupo C do campeonato, ao lado de Austrália, Itália e Jamaica. A seleção brasileira estreia no dia 9 de junho contra as jamaicanas.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »