24/07/2020 às 08h20min - Atualizada em 24/07/2020 às 08h20min

Por que o espaço é tão escuro?

Mega Curioso
Divulgação
Algum dia você já questionou a imensidão espacial ao encarar o dito infinito mar de estrelas? Questionar sua criação, composição e o que realmente possa existir, de fato, para além da atmosfera terrestre é um fato quase inerente à vida humana, já que somos alvos ininterruptos da especial e fantástica vista acima de nós. Inicialmente, muitos fatos podem estar sem respostas, mas será que há alguma explicação plausível que justifique a imensa escuridão que toma conta dos céus?

Por diversos motivos, é possível questionar a dinâmica da luz que existe no espaço. Se há uma quantidade de estrelas e objetos incandescentes na casa das centenas de bilhões em todas as direções do cosmos, isso já não seria o suficiente para preencher suficientemente todos os "vãos" escuros que são tão visíveis à noite? Primeiramente, então, é certo considerar a origem do Universo para responder a pergunta. Se ele, algum dia, foi de fato "criado", é normal que tenha um começo, como o evento do Big Bang, significando que não as estrelas não estão distribuídas igualitariamente por todo o espaço.

Outra questão válida remonta a teorias físicas do chamado Efeito Doppler. Descrito em 1842 por Johann Christian Doppler, a tese, baseada na relação da emissão ou reflexão de ondas por um objeto que movimenta-se em relação ao observador, pode justificar bastante sobre os efeitos de luz visíveis e invisíveis à distância em que nos encontramos.

E como funciona o efeito na prática?
Segundo Mark Hammergren, astrônomo do Planetário Adler, de Chicago, o espaço é lotado de fontes de energia luminosa em suas mais diversas proporções. Por conta da distância em que o olho humano se encontra em relação todos os corpos espaciais, o espectro de luz visível torna-se fugaz, sendo possível para nós identificarmos apenas parte da luz concentrada nos objetos.

Além das limitações humanas, os diferentes níveis energéticos também encontram suas barreiras na atmosfera terrestre, onde algumas ondas de gama ultracurtas não conseguem dar continuidade ao seu movimento e acabam sendo bloqueadas pela camada de gases. Dessa forma, com a incapacidade do olho humano em identificar ondas infravermelhas de baixa energia, muitas fontes luminosas espaciais acabam ficando "invisíveis".

A fonte infravermelha, então, seria ocasionada pelo Efeito Doppler, onde uma estrela em movimento vai ganhando distância do olhar humano e adquirindo tons mais vermelhos até que, alcançando uma espécie de distância máxima do espectro, desaparece da vista.

Dessa forma, há a impressão de que o espaço é constituído de uma escuridão desproporcional em relação aos pontos luminosos, mas é justamente o contrário; as fontes de luz estão mais presentes do que se imagina, porém escondidas por trás de um enorme manto que nossa visão não consegue alcançar.
Link
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp