03/12/2019 às 08h13min - Atualizada em 03/12/2019 às 08h13min

Como saber se você caiu no “Golpe do WhatsApp”

MdeMulher
Divulgação
A clonagem de contas no aplicativo de mensagens WhatsApp tem se tornado cada vez mais comum no Brasil. Por isso, especialistas alertam sobre como identificar quando uma conta foi clonada e como evitar que isso eventualmente aconteça.

Os criminosos usam os dados dos usuários em anúncios pela internet, se passam pela vítima e, com isso, começam a pedir dinheiro para amigos e familiares. Na maioria dos casos, essas informações são alcançadas em plataformas de compra e venda online. Assim, o número de telefone é solicitado a fim de realizar um “cadastro”, gerando um código de confirmação enviado via mensagem de texto (SMS).

Entretanto, esse código não é usado para nenhum cadastro. Na realidade, ele é o autenticador de duas etapas do WhatsApp, uma das formas de proteger a conta e o principal meio para os golpistas começarem a clonagem. Quando eles finalmente conseguem acessar à conta, a vítima fica desconectada do aplicativo e passa a ser controlada pelos golpistas.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Uma das fatores que facilitam a crença no golpe do WhatsApp é que os hackers usam uma escrita sem erros e neutras, a fim de não levantar suspeitas. Além de sempre pedirem pagamentos e transferências bancárias, como aconteceu com Fabiano de Abreu, CEO da MF Press Global. Ele recebeu uma suposta mensagem de um de seus clientes pedindo uma transferência no valor de R$ 1.790 reais.

Como se proteger
Fabiano alerta que é necessário ter a autenticação de duas etapas no aplicativo ativada, além de ficar atento ao recebimento dos e-mails de serviços. Ao perceber que alguém caiu no golpe, ligue o mais rápido possível para a vítima ou entre em ontato por outras redes sociais, confirmando se as mensagens foram enviadas por ele ou não.
Link
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp