04/10/2017 às 08h38min - Atualizada em 04/10/2017 às 08h38min

Rússia constrói arquibancadas fora de estádio para atender exigência da Fifa

IG

Divulgação
Conforme a Copa do Mundo da Rússia se aproxima, os estádios que receberão os jogos das 32 seleções chegam a fase final de reformas ou construções. E um deles, o Ekaterinburg, localizado na cidade de Ecaterimburgo, já chama a atenção, mas não pela sua beleza, e sim por conta de uma reforma bizarra em razão das exigências da Fifa .

O antigo Estádio Central, construído em 1957, tinha capacidade para receber 27 mil torcedores, isto é, abaixo do que a Fifa exige para que seja uma sede do Mundial - o mínimo são 30 mil. Por isso, a Rússia construiu duas arquibancadas que ficam totalmente fora da cobertura do restante dos lugares e farão a Arena ter cerca de 35 mil assentos.

A construção desses dois novos setores já estava prevista nos projetos de reforma do estádio. Mesmo assim, as arquibancadas, que ficam atrás dos gols, chamaram atenção dos torcedores logo que a Fifa divulgou novas imagens da reforma, já que a visão de quem comprar ingressos para aqueles setores deve ser prejudicada devido a cobertura. Além disso, a estrutura é tubular, lembrando a de estádios mais antigos e menores.
Quando acabar a Copa do Mundo, os assentos temporários serão retirados e o estádio, que pertence ao SC Ural, voltará a ter 27 mil lugares.

Além da Rússia, garantida na Copa por ser sede, outras sete seleções já estão com vagas garantidas, são elas: Brasil, Bélgica, Irã, Japão, México, Coreia do Sul e Arábia Saudita. As Eliminatórias que definirão os últimos classificados acontecem nos próximos dias. O Brasil, líder da competição da América do Sul, enfrentará Bolívia e Chile. As datas Fifa vão até o dia 10 de outubro.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »